5 curiosidades sobre NF-e

1 Como surgiu a NF-e

A NF-e foi criada em 2005 no Brasil, mas ela já era realidade em países como o Chile e o México. Válida em todos os estados brasileiros, com ela, os contribuintes simplificam as obrigações acessórias, automatizam os seus processos, ganham maior confiabilidade nas informações e reduzem custos com emissão e armazenamento das Notas Fiscais.

 

2 Tempo de Armazenamento

O contribuinte emissor de NF-e é responsável pela sua guarda por, no mínimo, 5 anos. Por isto pesquise e adote sistemas eficientes e confiáveis de backup.

 

3 Impacto positivo em termos ecológicos

Redução de custos de impressão do documento fiscal, uma vez que o documento é emitido eletronicamente. O modelo da NF-e contempla a impressão de um documento em papel, chamado de Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica (DANFE). Apesar de ainda haver, portanto, a impressão de um documento em papel, ainda assim tem a vantagem de redução de custos de aquisição de papel.

4 Cancelamento

O prazo legal de cancelamento de Nota Fiscal Eletrõnica é de 24 horas. Após esse prazo o cliente pode até tentar fazer um cancelamento e ser homologado, mas está sujeito à multa junto ao SEFAZ.

 

5 Tamanho permitido

Uma NF-e aceita até 990 itens de produto. Há também um limite de tamanho do arquivo que deve ser transmitido à SEFAZ para se obter a autorização de uso: os arquivos XML não poderão exceder a 500 Kbytes.

})